Estamos onde você precisa

A Obvia atende mais de 1.460 cidades do Brasil para emissão de nota fiscal de produto e serviço. Pelo nosso aplicativo você emite notas fiscais do seu estado e município - exatamente onde você precisa!

Baixe o aplicativo da Óbvia na Play Store
Baixe o aplicativo da Obvia na App Store

Perguntas Frequentes
________

Quem é a Óbvia?

A Óbvia é a sua contabilidade de bolso!

Somos uma empresa de contabilidade digital através do uso do smartphone, que funciona na palma da sua mão, reunindo assim o melhor de dois mundos: um time competente de especialistas em contabilidade e a facilidade proporcionada pela tecnologia do nosso aplicativo.

Nosso grupo empresarial conta com mais de 25 anos de experiência, atendendo mais de 1.000 clientes em diversos segmentos e em todo o território nacional. Conquistada pela qualidade dos serviços, agregada a certificação ISO 9001:2015, com a utilização de uma equipe comprometida, qualificada e de grandes talentos.

O que fazemos?
  • Emitir notas fiscais na hora em menos de 90 segundos;
  • Receber lembretes das datas de vencimentos dos impostos;
  • Acompanhar relatórios de balanço e faturamento;
  • Importar seu extrato mensal da conta corrente; e
  • Receber atendimento rápido por diversos canais (telefone, WhatsApp, chat e e-mail).

 O que nós vamos fazer:

  • Faremos sua contabilidade completa e descomplicada;
  • Calculamos as obrigações fiscais (guias de impostos, taxas, DAS, etc.), obrigações da folha de pagamento e pró-labore (INSS, FGTS, IRRF, etc.);
  • Mantemos a sua empresa em dia devidamente regularizada com todas as entregas de obrigações acessórias do governo (federal, estadual e municipal);
  • Fazemos e assinamos relatórios contábeis, tais como balanço, DRE, relatório de faturamento, etc., para te deixar sempre atualizado;
  • Atendimento rápido por diversos canais (telefone, WhatsApp, chat e e-mail).
O que é contabilidade online/Digital?
É uma forma simples e acessível de manter em dia todas as suas obrigações fiscais, contábeis e trabalhistas sem gastar muito tempo nem dinheiro com contabilidade.

Qual o valores cobrados ?

Os valores cobrados são calculados de acordo com o regime tributário que a sua empresa está enquadrada (MEI, SIMPLES, LUCRO PRESUMIDO), estes valores são até 80% menores do que você pagaria em uma contabilidade tradicional. Os preços praticados pela Óbvia Contábil poderão ser consultados em:  

 https://obviacontabil.com/planos-e-precos/.

Quais benefícios eu tenho com a Óbvia?

Quem é ou deseja ser um MEI (micro empreendedor individual):

Através da contratação de um plano anual de contabilidade, poderá receber de forma gratuita, o auxílio de um de nossos especialistas para abertura de empresa, ou regularização de seu CNPJ no Portal do Empreendedor:

(https://www.gov.br/empresas-e-negocios/pt-br/empreendedor).

Caso opte por contratar nossos serviços de contabilidade em um plano mensal, também poderá utilizar-se do auxílio de em especialista da Óbvia Contábil, contudo haverá cobrança pelo serviço deste especialista, os valores poderão ser consultados em:

https://obviacontabil.com/planos-e-precos/.

Quem é ou deseja abrir uma empresa que se enquadrada no regime do SIMPLES NACIONAL ou LUCRO PRESUMIDO.

Através do nosso aplicativo, mediante a contratação de um plano de contabilidade, poderá solicitar a abertura de uma empresa, tudo isso sem a necessidade de sair de casa, na contratação de um plano anual, a abertura da empresa será gratuita, você pagará apenas as taxas de abertura cobradas pelos órgãos governamentais, na contratação de um plano mensal, além das taxas de abertura cobradas pelos órgãos governantes, haverá cobrança pelos serviços de abertura da empresa.

Independente do Enquadramento Tributário, todos os clientes da Obvia Contábil terão a sua contabilidade realizada de forma completa e descomplicada e poderão utilizar nosso aplicativo para: emitir suas notas fiscais e  guias DAS de forma simples e prática, além de solicitar a relação de faturamento das notas fiscais emitidas dentro do aplicativo, que pode ser usado como comprovante de renda sendo útil para empréstimos, cartões de crédito e muito mais, e sua declaração anual do faturamento do MEI de forma gratuita.

Gostou dessas vantagens? Então imagina na prática. Não perca mais tempo, baixe agora o aplicativo da Óbvia Contábil e deixe que a gente cuide da parte burocrática para você! 

Quais as cidades atendidas?

Para empresas que trabalham com a prestação de serviços: Atendemos em mais de 1.400 cidades do Brasil, consulte a relação das cidades atendidas em: 

https://obviacontabil.com/cidades-atendidas/

Para empresas que trabalham com a compra e venda de mercadorias: Pelo nosso aplicativo, você emite notas fiscais de venda de mercadoria (NF-e / NFC-e) em qualquer cidade do Brasil! 

Pelo nosso aplicativo, você emite notas fiscais de prestação de serviço (NFS-e) nos municípios que respondem a 95% do PIB (Produto Interno Bruto) do país! 

Como baixar o aplicativo?

Para baixar o aplicativo da Óbvia Contábil é muito fácil, basta clicar em um dos links abaixo que você será direcionado para uma das lojas de aplicativos, caso tenha alguma dúvida na hora de realizar o cadastro no aplicativo, basta clicar aqui:    

https://www.youtube.com/watch?v=-0sw857DTjc&t=4s  e  assistir ao vídeo explicativo. 

 

 

Quais as regras para abrir uma empresa?

Como Micro Empreendedor Individual, o MEI, é o tipo de empresa mais fácil e rápido de abrir você poderá:

  • Faturar até R$ 81 mil reais por ano;
  • Ter até um funcionário que pode receber até um salário mínimo.

 

O que preciso fazer para abrir uma empresa?

  • Baixe o aplicativo da Óbvia
  • Acesse o aplicativo e informe seus dados pessoais.
  • Selecione a atividade que você irá realizar.
  • Pronto! A Óbvia vai executar os procedimentos necessários para abrir seu CNPJ! 

Se estiver tudo certo com seu CPF, seu MEI estará ativo em até 1 dia útil! Se ficar alguma dúvida, entraremos em contato pelo aplicativo!

 

Para abrir outro tipo de empresa: 

 

Além das informações acima serão solicitadas:

  • O endereço completo do imóvel no qual funcionará a empresa;
  • A área do imóvel;
  • O nº do IPTU do imóvel;
  • Se terá sócios ou não?
  • Quanto pretende faturar?
  • Quantos funcionários pretende ter?
  • Declaração de imposto de renda dos sócios, registro da certidão de casamento e o nº do seu telefone celular.
  • Sugira o nome da empresa – a Óbvia vai consultar a possibilidade de usar o nome sugerido
  • Informe o capital social da empresa – a Óbvia vai avaliar qual regime de capital mais adequado à sua necessidade

Pronto! A Óbvia vai executar os procedimentos necessários para abrir seu CNPJ! Se ficar alguma dúvida, entraremos em contato pelo aplicativo!

 

A Óbvia faz a Declaração Anual de Faturamento -DASN?

Sim. A empresas que tenham realizado toda a rotina de emissão das Notas Fiscais de venda de mercadoria e/ou serviço dentro do aplicativo terá sua declaração anual de faturamento – DASN – realizada pela Óbvia Contábil.

Caso a empresa, em algum momento, tenha realizado alguma emissão de nota fiscal fora do aplicativo, deve comunicar ao suporte para tomadas de ações pertinentes e adequação à Declaração. 

Como encontrar minhas guias DAS no aplicativo?

Para fazer download da Guia DAS para o MEI no App Óbvia, toque nas três barras no canto superior esquerdo e selecione o menu “Guias a Pagar”.

Na tela seguinte, selecione o ano e mês para gerar a guia.

Em seguida, toque em ‘Baixar PDF’ e permita o acesso do App ao seu dispositivo para salvar.

Você também pode escolher a opção “Compartilhar” para enviar a guia por WhatsApp ou email.

 

Ainda com dúvidas?

Você pode conferir o processo acessando o link abaixo, veja como é fácil:

https://www.youtube.com/channel/UCgJCUqKw3wFRrNoOBCZyQtw

Como emitir nota fiscal pelo aplicativo?

Após validação dos dados cadastrais, você já pode começar a emitir notas fiscais. Para isso, toque nas três barras no canto superior esquerdo do App e selecione “Administrar NFSe”.

  • Na página ‘Notas Fiscais’, informe o cliente para qual você deseja emitir a NF, tocando em “Nome”. Caso o cliente não esteja cadastrado, selecione “Adicionar Cliente”;
  • Depois, selecione o tipo de NFe. Informe o valor bruto da nota; A data da competência; O tipo de serviço;
  • Em “Descrição”, preencha as informações detalhadas que serão úteis tanto para você quanto para o cliente;
  • Na tela de validação, confira os dados. Se algo estiver errado, toque em “Editar Informações” ou selecione “Emitir Nota” se estiver tudo certo.

Pronto! Sua NOTA estará disponível em alguns instantes.

Para localizar a NFe emitida, retorne ao menu “Administrar NFe”;

Na página “Notas Fiscais” selecione a aba “Histórico” para ver todas as notas fiscais já emitidas.

Ainda com dúvidas?

Você pode tirar esta e outras dúvidas acessando nossos vídeos neste link: 

https://www.youtube.com/channel/UCgJCUqKw3wFRrNoOBCZyQtw

 

Apesar de ser aplicativo, tenho suporte e atendimento em caso de dúvidas?

Sim, conte com um time de especialistas para ajudá-lo por telefone, WhatsApp ou chat.

contato@obviacontabil.com

suporte@obviacontabil.com

(31) 2568.2518 WhatsApp

Posso migrar de contabilidade?

Claro, a qualquer momento, após contratar um dos nossos planos de contabilidade e realizar o seu cadastro, você deverá solicitar a documentação junto a sua contabilidade anterior e enviar a equipe OBVIA para nossa avaliação do seu atual cenário contábil.Você não precisa se preocupar, a equipe Óbvia estará acompanhando esse processo e caso haja dúvidas, nossos consultores estão prontos para te orientar.

Deixe de pagar meu DAS, meu CNPJ está irregular, o que devo fazer?

Não se preocupe! No aplicativo da Óbvia você fica sabendo antecipadamente a data de vencimento do seu DAS, além de poder retirá-la diretamente do aplicativo da Óbvia Contábil, mas se mesmo assim você esquecer de realizar o pagamento, você poderá acessar o aplicativo e retirar a nova guia DAS, já com todos os valores recalculados, tudo isso, de forma fácil, simples e sem a necessidade de falar com o especialista.

É importante lembrar que os impostos devem ser pagos regularmente até a data de vencimento, caso isso não aconteça e haja atrasos no pagamento, a Receita Federal cobrará multa de juros sobre os valores em aberto.

Não deixe seus impostos atrasarem, mas caso aconteça, conte com a Óbvia Contábil para buscar a melhor forma de colocá-los em dia.

O MEI é obrigado a adquirir um Certificado Digital?

Não, contudo para realização de alguns serviços dentro do aplicativo da Óbvia Contábil haverá a obrigatoriedade da utilização do certificado digital.

Isso acontece porque existem algumas obrigações legais, tal como a emissão de nota fiscal eletrônica (NF-e) para venda de mercadoria, que por força de lei, somente é realizada com o uso da certificação digital.

Para realização de alguns serviços, tal como a emissão de nota fiscal eletrônica (NFS-e) para a prestação de serviços, em algumas cidades, haverá a obrigatoriedade do uso do certificado digital, sugerimos que realize uma consulta prévia em nosso Atendimento sobre a necessidade do uso do certificado digital em sua cidade.

Perguntas Legislação
________

Quais atividades se enquadram no MEI?

As Atividades Permitidas ao MEI são aquelas determinadas segundo o Comitê Gestor do Simples Nacional – CGSN, anexo XI da Resolução CGSN n.140/2018. Acesse o Portal do Empreendedor e consulte a listagem das ocupações permitidas para o MEI:

 https://www.gov.br/empresas-e-negocios/pt-br/empreendedor/quero-ser-mei/atividades-permitidas

A pessoa física que possui débitos comerciais ou dívidas junto a instituições financeiras, bem como, restrição cadastral nos órgãos de proteção de crédito, poderá se formalizar como MEI?

Sim. Não existem impedimentos para que a pessoa física com débitos, dívidas comerciais ou bancárias, bem como, com restrição cadastral junto às instituições de proteção ao crédito se formalize como MEI.

Quais as situações em que a formalização como MEI é permitida, porém com ressalvas?
  • Pessoa que recebe o Seguro Desemprego: pode ser formalizada, mas poderá ter a suspensão do benefício. Em caso de suspensão, deverá recorrer aos postos de atendimento do Ministério do Trabalho.
  • Pessoa que trabalha registrada no regime CLT: pode ser formalizada, mas, em caso de demissão sem justa causa, não terá direito ao Seguro Desemprego.
  • Pessoa que recebe Auxílio Doença: pode ser formalizada, mas perde o benefício a partir do  mês da formalização.
  • Pessoa que recebe Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC-LOAS): o beneficiário do BPC-LOAS que se formalizar como Microempreendedor Individual-MEI não perderá o benefício de imediato, mas poderá acontecer avaliação do Serviço do Social que, ao identificar o aumento da renda familiar, comprove que não há necessidade de prorrogar o benefício ao portador de necessidades.
  • Pessoa que recebe Bolsa Família: o registro no MEI não causa o cancelamento do programa Bolsa Família, a não ser que haja aumento na renda familiar acima do limite do programa. Mesmo assim, o cancelamento do benefício não é imediato, só será efetuado no ano de atualização cadastral.

 

O que é Declaração Anual de Faturamento -DASN?

É uma obrigação que o MEI  e o  Simples Nacional fazem  uma vez por ano a Declaração Anual de Faturamento (DASN – SIMEI).  Ela deve ser enviada até o último dia de maio (31.05), informando os valores totais das vendas/prestações de serviços que você teve no ano anterior, mesmo que ainda não tenha recebido estes valores.

Importante! Esta declaração deve ser enviada mesmo que sua empresa não tenha tido faturamento durante o ano.

Caso extrapole o limite permitido de faturamento do MEI, será preciso buscar o apoio de desenquadramento do regime do MEI, pois a empresa passará a recolher impostos como o Simples Nacional.

 

 https://obviacontabil.com/planos-e-precos/.

Quem pode optar pelo Simples Nacional?

Além do limite de faturamento, até 4,8 milhões de reais anuais, existem outras condições que precisam ser atendidas para que uma empresa possa ser enquadrada neste regime tributário, como por exemplo:

 

  • Não possuir outra empresa no quadro societário: apenas pessoas físicas podem ser sócias
  • Não ser sócia de outra empresa: o CNPJ não pode participar do capital social de outra pessoa jurídica (PJ).
  • Caso os sócios possuam outras empresas, a soma do faturamento de todas elas não pode ultrapassar o limite de 4,8 milhões de faturamento
  • Não ser uma sociedade por ações (S/A)
  • Não possuir sócios que morem no exterior
  • Não possuir débitos em aberto com a Receita Federal, Estadual, Municipal e/ou Previdência.
  • Empresas com atividades permitidas em um dos anexos contidos na legislação.

Para empresas em início de atividade, o prazo para a solicitação de opção é de 30 dias contados do último deferimento de inscrição (municipal, ou estadual caso exigíveis), desde que não tenham decorridos 60 dias da data de abertura constante do CNPJ. Após esse prazo, a opção somente será possível no mês de janeiro do ano-calendário seguinte, produzindo efeitos a partir de então.

 

Como é o desenquadramento do MEI para o SIMPLES NACIONAL.

O pedido de desenquadramento do MEI para o SIMPLES NACIONAL a ser realizado pela contratação de mais de um colaborador, inclusões de sócios, adesão de atividades que têm veto no MEI ou abertura de filiais ou de outra empresa.

 

Nesses casos, o desenquadramento do MEI deve ser solicitado, seguido da opção pelo Simples e o protocolo dos documentos de registro na Junta Comercial no estado em que está alocado seu negócio, alterando a NATUREZA JURÍDICA de MEI para SOCIEDADE EMPRESA LIMITADA.

 

ATENÇÃO: A sociedade deverá ficar atenta se às atividades exercidas podem ser enquadradas no SIMPLES NACIONAL.

Acesse o site https://concla.ibge.gov.br/busca-online-cnae.html

 

Consulte os CNAE das atividades exercidas pela empresa e nos envie os CNAE para as devidas consultas quanto ao SIMPLES NACIONAL.

Para que serve o Capital Social para MEI?

Para diversos outros tipos de empresas, o Capital Social é determinante para a divisão de responsabilidades entre sócios, a participação nos resultados, a distribuição de prejuízos etc. 

 

O caso do MEI é um pouco diferente. O microempreendedor individual é um profissional autônomo, e esse enquadramento jurídico não permite que você tenha sócios. Portanto, registrar o investimento inicial é uma mera formalidade. No entanto, é bom diferenciar de Empresário Individual (EI) e Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI). Ao EI também não é permitido ter sócios, mas ele pode faturar até R $360 mil por ano e contratar vários funcionários. Já o MEI tem limite de R $81 mil de faturamento anual e pode contratar apenas uma pessoa para trabalhar com ele.

 

O EIRELI também é constituído de um único sócio, mas não tem limite de faturamento. Enquanto os dois outros enquadramentos — MEI e EI — não exigem valor mínimo de Capital Social, o EIRELI precisa comprovar um capital inicial de, no mínimo, 100 salários mínimos.

 

Esclarecimentos feitos, vamos voltar a falar sobre qual o Capital Social do MEI. Apesar de o valor ser apenas representativo, calcular esse índice é fundamental para o controle financeiro. Isso porque ele reflete o quanto você precisa para manter as atividades do seu negócio. Assim, é possível fazer uma reserva a fim de substituir equipamentos em caso de imprevistos, como quebra e furto.

 

 

Nesses casos, o desenquadramento do MEI deve ser solicitado, seguido da opção pelo Simples e o protocolo dos documentos de registro na Junta Comercial no estado em que está alocado seu negócio, alterando a NATUREZA JURÍDICA de MEI para SOCIEDADE EMPRESA LIMITADA.

 

ATENÇÃO: A sociedade deverá ficar atenta se às atividades exercidas podem ser enquadradas no SIMPLES NACIONAL.

Acesse o site https://concla.ibge.gov.br/busca-online-cnae.html

 

Consulte os CNAE das atividades exercidas pela empresa e nos envie os CNAE para as devidas consultas quanto ao SIMPLES NACIONAL.

Capital Social MEI: o que é e como definir valor?

Adquirir um CNPJ é um passo importante para transmitir maior profissionalismo frente os clientes, emitir notas fiscais, comprar mais barato de fornecedores, ter acesso a crédito, benefícios previdenciários etc. Mas você sabe o que é Capital Social MEI?

 

Capital Social MEI nada mais é que o investimento inicial para começar as operações e manter o negócio funcionando, até que ele gere lucros. Entram nesse pacote o quanto você gastou para comprar equipamentos, mobília, matéria-prima, aluguel do escritório, custos para abrir o CNPJ, entre outros.

 

Na hora de registrar o negócio, é necessário inserir essa informação — o que costuma gerar dúvidas aos microempreendedores individuais. No entanto, não tem mistério: basta colocar o valor que você gastou para começar as operações.

 

 

O caso do MEI é um pouco diferente. O microempreendedor individual é um profissional autônomo, e esse enquadramento jurídico não permite que você tenha sócios. Portanto, registrar o investimento inicial é uma mera formalidade. No entanto, é bom diferenciar de Empresário Individual (EI) e Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI). Ao EI também não é permitido ter sócios, mas ele pode faturar até R $360 mil por ano e contratar vários funcionários. Já o MEI tem limite de R $81 mil de faturamento anual e pode contratar apenas uma pessoa para trabalhar com ele.

 

O EIRELI também é constituído de um único sócio, mas não tem limite de faturamento. Enquanto os dois outros enquadramentos — MEI e EI — não exigem valor mínimo de Capital Social, o EIRELI precisa comprovar um capital inicial de, no mínimo, 100 salários mínimos.

 

Esclarecimentos feitos, vamos voltar a falar sobre qual o Capital Social do MEI. Apesar de o valor ser apenas representativo, calcular esse índice é fundamental para o controle financeiro. Isso porque ele reflete o quanto você precisa para manter as atividades do seu negócio. Assim, é possível fazer uma reserva a fim de substituir equipamentos em caso de imprevistos, como quebra e furto.

 

 

Nesses casos, o desenquadramento do MEI deve ser solicitado, seguido da opção pelo Simples e o protocolo dos documentos de registro na Junta Comercial no estado em que está alocado seu negócio, alterando a NATUREZA JURÍDICA de MEI para SOCIEDADE EMPRESA LIMITADA.

 

ATENÇÃO: A sociedade deverá ficar atenta se às atividades exercidas podem ser enquadradas no SIMPLES NACIONAL.

Acesse o site https://concla.ibge.gov.br/busca-online-cnae.html

 

Consulte os CNAE das atividades exercidas pela empresa e nos envie os CNAE para as devidas consultas quanto ao SIMPLES NACIONAL.

Qual é a diferença entre Capital Social MEI e faturamento?

Essa é outra confusão muito comum, contudo é bom que você saiba que os conceitos são bem diferentes. O faturamento — que precisa ser apresentado anualmente na declaração MEI — consiste na soma de todos os valores que você ganha por meio das vendas de produtos ou prestação de serviços.

Como já explicamos, o limite anual para o Microempreendedor Individual é de R$ 81 mil — cerca de R$ 6.750,00 por mês. Já o Capital Social é o valor que você investe com o objetivo de começar as operações, e não tem nem valor máximo, nem mínimo.

Dúvidas? Envie uma mensagem!